• Luxemburgo nega "recomeço" no Vasco e cita carreira vitoriosa
  • Iniciado por G
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
  • Guilherme


O bom momento do Vasco no Campeonato Brasileiro, depois de flertar com a zona de rebaixamento nas primeiras rodadas, tem a marca do técnico Vanderlei Luxemburgo. Sem clube desde 2017, quando deixou o Sport, o treinador aceitou a missão de treinar o Cruz-Maltino e livrar a equipe da Série B em 2019. Menos de seis meses depois, a equipe já está mais próxima do G-6.

Depois de ser cinco vezes campeão brasileiro e com passagem até pelo Real Madrid, Luxemburgo, porém, não acredita estar "recuperando" sua carreira no Vasco. Em entrevista coletiva depois da vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, o treinador foi questionado sobre um possível "recomeço", mas descartou o rótulo.

- Eu acho um pouco covarde "recuperar uma carreira". Poxa, minha carreira não precisa ser recuperada. Você esquece de tudo o que eu já fiz no futebol, toda minha a trajetória. Aí você vem com o tempo que eu fiquei parado, mas foi porque eu quis ficar parado. Tenho outros negócios. Não queria voltar. Eu não pensava em voltar. Ninguém tem o direito, ninguém, como tiveram alguns jornalistas, de querer parar alguém. Eu aprendi a usar os termos que estão usando agora. É fácil. É só ler, estudar. Agora, o futebol dentro do jogo não mudou nada. Futebol dentro de campo não mudou absolutamente nada - disse o treinador, que explicou o que fez o Vasco ser o primeiro time a vencer o Inter no Beira Rio neste Brasileirão.


- O segredo é acreditar que pode ganhar. Eu tenho uma frase que vocês podem recordar, que é "o medo de perder tira a vontade de ganhar". Se vier com medo de perder eu vou perder o jogo. Tenho de acreditar. O Fernando Miguel é um goleiro de nível, e a participação dele foi importante porque foram muitas bolas na área. A tendência era os jogadores chegarem para a área - disse o treinador.

Luxemburgo ainda contou os "nervosos" que passou durante a vitória por 1 a 0, principalmente quando o Internacional ensaiou pressões sobre o Vasco.

- O Inter estava invicto aqui, né? Mas não é proibido ganhar aqui. Tem coisas que se cria no futebol. Jogar no Sul é difícil, é difícil, mas não é proibido ganhar. Desde que em campo você lute, se empenhe. A bola passa perto, passa para um lado, para o outro. Vão fazer pressão. Eu estava incomodado com o gandula que é muito rápido. Eu tomei cartão amarelo por causa do gandula (risos) - completou.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/luxemburgo-credita-vitoria-do-vasco-a-confianca-dos-jogadores-o-segredo-e-acreditar.ghtml