Futebol (Geral) > Ligas do Continente Africano, Asiático e da Oceânia

Saudita compra Almería e quer mais brasileiros

(1/1)

Lucas:
[size=150%]Turki Al-Sheikh já levou o ex-jogador do Botafogo Jonathan, de apenas 21. Mercado do Brasil deve ser fonte para novas contratações de jovens
  [/size]
Tradicional clube da Espanha, o Almería se organiza para tentar voltar à elite do Campeonato Espanhol. Na tabela da Série B, ocupa a quarta colocação com quatro pontos em duas rodadas. Fora das quatro linhas, tem um novo dono e com projeto ambicioso. Trata-se de Turki Al-Sheikh, ex-dono do Pyramids, do Egito, e ex-presidente da Autoridade Esportiva Geral da Arábia Saudita. De olho no possível crescimento do clube, a ideia é investir em jovens, os brasileiros são tratados como prioridade.

   

Turki Al-Sheikh é o novo dono do Almería — Foto: Reprodução/Twitter

   Recentemente, o Almería anunciou o lateral-esquerdo Jonathan, que pertencia ao Botafogo. Pelo jovem de apenas 21 anos, o clube espanhol pagou € 1 milhão (R$ 4,1 milhões). Além de Jonathan, o projeto de Turki Al-Sheikh é levar mais jovens brasileiros ainda nesta janela de transferências, que na Espanha fecha no dia 2 de setembro. O saudita e o clube trabalham para anunciar nos próximos dias mais reforços.Turki Al-Sheikh ganhou destaque ao assumir o cargo de presidente da Autoridade Esportiva Geral da Arábia Saudita. Sua missão era reformular o futebol no país, investir em contratações, acabar com a fama que alguns clubes locais tinham de atrasar salários e criar um ambiente de desenvolvimento para o esporte. No Brasil, Turki passou como um furacão e levou em 2018 diversos jogadores, além do técnico Fábio Carrille. O comandante, porém, não ficou muito tempo no Al Wehda e voltou para o Corinthians nesta temporada.Além do esforço financeiro para levar diversos nomes para a Arábia Saudita, Turki Al-Sheikh também investiu pesado no Egito. Depois de um desentendimento com dirigentes do Al Ahly, clube que tinha ótima entrada, resolveu comprar uma equipe. Colocou o nome de Pyramids, levou o técnico Alberto Valentim, além de jogadores como Rodriguinho, Carlos Eduardo, Ribamar e Keno.Em 2019, depois de muita polêmica no Egito, decidiu vender o clube. Nenhum dos brasileiros permaneceu, o que teve maior sucesso por lá foi o atacante Keno, que hoje defende, por empréstimo, o Al Jazira, dos Emirados Árabes.Entre suas movimentações no futebol, compra e venda de jogadores e clubes, Turki Al-Sheikh deixa o Mundo Árabe e volta seus esforços agora para a Europa. Depois de anunciar a compra do Almería, investir em reforços e focar em jovens brasileiros, uma outra ideia deve ser colocada em prática em breve: comprar um clube inglês. Os esforços para tal objetivo não devem ser pequenos.


https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/depois-de-investir-pesado-na-arabia-e-no-egito-saudita-compra-almeria-e-quer-mais-brasileiros.ghtml

Navegação

[0] Índice de mensagens

Ir para versão completa