• Brasil leva duas medalhas no Finals e praticamente define duplas olímpicas
  • Iniciado por Guilherme
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
  • Guilherme
  • Profissional
  • *****

    • 446

    • Masculino
    • Novembro 16, 2019, 02:48:46
    • Brasil
  • mais
No torneio que marcou o fim da temporada 2018/2019 do Circuito Mundial de vôlei de praia, em Roma, na Itália, a dupla Ágatha/Duda bateu na trave na disputa do ouro e ficou com o vice-campeonato do Finals (torneio de fechamento). As duas perderam na decisão para a atual campeã olímpica Laura Ludwig, que desde a maternidade após a Rio 2016 não tinha conquistado outros títulos expressivos. Ao lado de Kozuch, a alemã venceu por 2 sets a 0, parciais 21/19 e 21/17. Entenda abaixo como o campeonato na capital italiana praticamente definiu as vagas para os próximos Jogos Olímpicos.

Com o resultado, é possível dizer que Ágatha e Duda já estão com um pé na Olimpíada de Tóquio 2020. Isso porque as duas lideram neste momento a corrida olímpica e, até segunda instância, apenas mais um torneio elegível para os Jogos está previsto até 20 de fevereiro de 2020, data do fim do processo classificatório para o Japão. Se outros campeonatos não entrarem no calendário, o que é provável, a dupla já está matematicamente classificada. Duda, aos 22 anos, deverá participar de sua primeira olimpíada. Ela é considerada o grande nome da nova geração do vôlei de praia brasileiro.

O mesmo vale para outra dupla jovem do Brasil, que deve ocupar a segunda vaga feminina em Tóquio 2020. Ana Patrícia e Rebecca conquistaram também neste domingo a medalha de bronze em Roma. Numa atuação brilhante, as duas venceram de virada as suíças Heidrich e Vérge-Dépré, parciais 19/21, 21/18 e 16/14. Ana Patrícia e Rebecca são consideradas as zebras dessa classificação olímpica para Tóquio 2020. Isso porque ao todo cinco duplas femininas duelaram por duas vagas nos Jogos. E apenas o time das duas não tinha uma atleta sequer com experiência em Olimpíadas. Caso dos times Bárbara Seixas/Fernanda Berti, Talita/Taiana e Maria Elisa/Carol Solberg.

Campeões na Rio 2016, Alison e Bruno devem ser adversários em 2020

No masculino, o resultado em Roma também encaminhou as vagas para Tóquio 2020. Se o calendário não for alterado, é possível dizer que Álison Mamute/Álvaro Filho e Bruno Schmidt/Evandro já estão classificados. No torneio na capital italiana, Alison e Álvaro caíram na primeira rodada eliminatória. Bruno e Evandro foram eliminados nas quartas de final. Estão matematicamente eliminados: André/George, Pedro Solberg/Vitor Felipe e Guto/Saymon.

https://globoesporte.globo.com/volei-de-praia/noticia/brasil-leva-duas-medalhas-no-finals-e-praticamente-define-duplas-olimpicas-do-volei-de-praia.ghtml